278426368 info@cncp.pt

História da CNCP

CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS CAÇADORES PORTUGUESES

BREVE NOTA HISTÓRICA

A Confederação Nacional dos Caçadores Portugueses (CNCP), foi fundada em 25 de setembro de 1993, por escritura pública realizada na cidade de Bragança.

É a organização de cúpula mais representativa dos caçadores. Tem a responsabilidade de dar voz a todos os clubes e associações integradas nas Federações das diferentes regiões do país, suas associadas.

 Subscreveram inicialmente a sua constituição 7 (sete) Federações: Federação das Associações de Caçadores da 1ª Região Cinegética, Federação de Caça e Pesca da Beira Interior, Federação das Associações de Caçadores do Centro de Portugal, Fencaça – Federação Nacional das Zonas de Caça Associativas, Federação Alentejana de Caçadores, Federação dos Caçadores da 5ª Região Cinegética e Federação dos Clubes de Caça e Pesca do Distrito de Viseu.

Posteriormente solicitaram a sua filiação a Federação de Caçadores de Entre Douro e Minho, Federação de Caçadores Transmontanos e Durienses, Federação de Clubes e Associações de Caçadores da 2ª Região Cinegética, e Federação das Zonas de Caça do Oeste – Oestecaça. Em março de 1999, a Fencaça solicitou a sua saída da Confederação tendo esta ficado a ser constituída por 10 (dez) Federações de âmbito regional.

 Mais tarde, aderiram à CNCP três novas Federações: Federcaça – Federação de Caçadores do Centro, Federação de Caça e Pesca da Beira Litoral e Federação Portuguesa de Caçadores.

 No presente constituem a CNCP as seguintes Federações:

  •  Federação de Caçadores de Entre Douro e Minho;
  • Federação das Associações de Caçadores da 1.ª Região Cinegética;
  • Federação dos Clubes de Caça e Pesca do Distrito de Viseu;
  • Federação de Caça e Pesca da Beira Litoral;
  • Federação de Caça e Pesca da Beira Interior;
  • FEDERCAÇA – Federação de Caçadores do Centro;
  • OESTECAÇA – Federação das Zonas de Caça do Oeste;
  • FAC – Federação Alentejana de Caçadores;
  • Federação de Caçadores do Algarve;

 

Nestes 25 anos de atividade a CNCP teve como missão a promoção da caça nas estruturas internas, na Administração e demais agentes, estimulando a mudança de atitude face à caça e aos caçadores. O acompanhamento e salvaguarda dos interesses de todos os caçadores, divulgando a importância dos mesmos enquanto agentes económicos primeiros nas regiões mais necessitadas do país.

Desde a sua fundação, a CNCP tem procurado dinamizar o movimento associativo pugnando por uma progressiva participação dos caçadores no ordenamento cinegético do território nacional e na utilização sustentável dos recursos. Neste contexto, a formação dos caçadores e o seu envolvimento em atividades que prossigam essa mesma formação, apelando a uma postura cívica e ética perante a caça, em particular e a sociedade em geral tem sido um objetivo sempre presente.

 A sua atividade prende-se com o seu objeto principal:

“representar e apoiar os caçadores portugueses; promover a exploração sustentável dos recursos cinegéticos; ordenar o território nacional; preservar a natureza; salvaguardar e viabilizar o mundo rural”.

Apoia e coopera com diversas instituições científicas para o desenvolvimento do conhecimento científico em matéria de gestão de populações da fauna silvestre.

Diligencia junto do governo a adequação da atividade governativa à realidade cinegética portuguesa no princípio do reconhecimento da autonomia das entidades gestoras na gestão dos espaços ordenados, subordinada às grandes linhas orientadoras da lei e das convenções internacionais. Emite pareceres e propostas relativas à legislação do setor e sua revisão, tendo para tal intervenção junto dos organismos da tutela bem como junto da Assembleia da República.

Coopera com a administração procurando a implementação das melhores práticas na gestão e exploração dos recursos cinegéticos, a simplificação dos processos administrativos, a formação dos caçadores e a afirmação da caça como atividade económica, social e cultural.

Promove a divulgação de informação sobre temas cinegéticos e correlacionados tendo em vista a formação de caçadores e gestores de zonas de caça, designadamente através das redes sociais.

Enquanto instituição a CNCP constitui-se como parceiro de diferentes Órgãos de Soberania, Entidades da Administração Pública, da Ciência, do Ensino e da Investigação bem como com Organizações do Setor da Caça. Integra ainda a Plataforma Sociedade e Animais.

Atualmente, participa em parceria com outras instituições e OSC´s de 1º nível no desenvolvimento do projeto +Coelho, focado nas doenças do coelho bravo, com principal enfoque na Doença Hemorrágica Viral.

Integra conjuntamente com outros parceiros a Coordenação do Centro de Competências para o Estudo, Gestão e Sustentabilidade das Espécies Cinegéticas e Biodiversidade.

É membro da FEDECAT – Conselho Mundial de Federações Desportivas de Caça e Tiro.

Desde 1999 realiza os Campeonatos Nacionais de Competência de Tiro ao Prato e o Campeonato de Santo Huberto, atividades que envolvem hoje centenas de participantes desde as provas regionais de apuramento até às finais.

 Publica, sem periodicidade regular, um boletim informativo e formativo: o Boletim Santo Huberto.

 

A Direção da CNCP